:: Busca:
:: Busca Avançada
Guia Bibliográfico Odontológico
Base de dados
16 usuários on-line neste momento.
Login  
:: ÍNDICE
Veja o índice completo
- Art. Leitura Dinâmica
- Bioengenharia
- Biossegurança
- Cirurgia T.B.M.F.
- Códigos e Manuais
- Dentística
- Diversos
- Endodontia
- Ensino Odontológico
- Ergonomia
- Estomatologia
- Evidence Based
- Geral
- Implantologia
- Materiais Dentários
- Oclusão ATM
- Odonto Legal e Ética
- Odonto Preventiva
- Odontopediatria
- Ortodontia
- Pacientes Especiais
- Periodontia
- Prótese Buco-Maxilo
- Prótese Fixa
- Prótese Removível
- Prótese Total
- Radiologia
- Saúde do C.D.
- SOS Artigos Cortesia
Odonto Preventiva / Cariologia / Saúde Pública / Qualidade de atenção em saúde / Flúor
FACILITE SUA PESQUISA: listar apenas DTCs sobre:
A - Trabalho ou Artigo Clínico, de Divulgação, Revisão de Literatura
B - Relato de Caso(s) e Técnica(s), Nota(s) Prévia(s)
C - Investigação Científica, Trabalho(s) de Pesquisa(s), Artigo Original
Geral
Total de Documentos Técnico-Científicos Encontrados: 4041
 
:: A - Trabalho ou Artigo Clínico, de Divulgação, Revisão de Literatura

OS AVANÇOS E DESAFIOS NO ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE BUCAL NO BRASIL
RICUPERO, P. et al.
Apesar da significativa melhora na situação da saúde bucal brasileira, alcançada, principalmente, com o Programa Brasil Sorridente e outros programas regionais, ainda não foi possível assegurar um acesso universal da população a serviços de saúde bucal com qualidade.
( 6 páginas 0 ref. 4 f.) Rev. APCD - Ano: 2013
Cod. A01 . 67 . 2 - 6 2013 - 1 C Rev. Liter

A IMPORTÂNCIA DA BIOSSEGURANÇA PARA O PROFISSIONAL DE SAÚDE
BORGES, L.
É indiscutível a necessidade de zelar pela própria saúde, e a cada momento a preocupação torna-se uma alternativa de preservação da vida, diante das inúmeras moléstias infecciosas em circulação no mundo.
( 1 páginas 0 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2013
Cod. F02 . 3 . 27 - 4 2013 - 1 X Rev. Liter

TRADIÇÃO E INOVAÇÃO NA ODONTOLOGIA
BIAGI, C.
Em 2013, a Dabi Atlante se consolida como a única empresa do segmento odontológico a oferecer ao cirurgião-dentista a linha completa de consultórios, periféricos, peças de mão, diagnóstico por imagem e implantes.
( 3 páginas 0 ref. 5 f.) Odonto Magazine - Ano: 2013
Cod. F02 . 3 . 27 - 4 2013 - 5 B Rev. Liter

SEGURANÇA DO PACIENTE NA CLÍNICA ODONTOLÓGICA
RAMOS, D. et al.
A preocupação com a segurança do paciente em ambientes de saúde tem se mostrado uma preocupação global, com diversas iniciativas, como criação de programas e diretrizes que visam sensibilizar e mobilizar profissionais de saúde e a população para a busca de soluções que promovam a segurança do paciente.
( 2 páginas 0 ref. 2 f.) Odonto Magazine - Ano: 2013
Cod. F02 . 3 . 26 - 3 2013 - 5 X Rev. Liter

PROGRAMA DE MELHORIA DE ACESSO E QUALIDADE DE ATENDIMENTO: BENEFÍCIO PARA A POPULAÇÃO
BIANCALANA, H.
A melhoria das condições de saúde de grupos sociais ou de uma população pode contribuir para o crescimento econômico de diversas formas, como reduzir as perdas de produção causadas por doença do trabalhador; permitir o uso de recursos humanos que não estiveram total ou parcialmente acessíveis por motivo de doença; aumentar o número de crianças matriculadas em escolas, o que as torna mais aptas a estudar e liberar recursos que, uma vez não aplicados em organizações de saúde, podem ter outro destino.
( 2 páginas 0 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2013
Cod. F02 . 3 . 26 - 3 2013 - 8 X Rev. Liter

EQUIPE DE SAÚDE BUCAL NA ATENÇÃO BÁSICA
BRIZOLARA, R. V.
Olá queridos leitores da Odonto Magazine! Retomo a coluna para conversarmos sobre a composição das equipes na saúde bucal, em especial nos serviços públicos de atenção básica. Com o passar dos anos, a saúde bucal incorporou novos trabalhadores para auxiliar o cirurgião-dentista no processo de trabalho.
( 2 páginas 0 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2013
Cod. F02 . 3 . 26 - 3 2013 - 9 X Rev. Liter

ODONTOLOGIA INTERDISCIPLINAR
NAVARRO, V. et al.
São Paulo recebeu, entre os dias 31 de janeiro e 03 de fevereiro, profissionais e estudantes de Odontologia de vários países para o CIOSP 2013 – I Congresso Interdisciplinar da APCD, realizado no Expo Center Norte.
( 5 páginas 0 ref. 5 f.) Odonto Magazine - Ano: 2013
Cod. F02 . 3 . 25 - 2 2013 - 3 C Rev. Liter

CUIDADOS BUCAIS PARA TODA A FAMÍLIA
Publicado na Odonto Magazine Vol. 03 nº 24 2013
Há 27 anos nascia a Bitufo, a marca que revolucionou o mercado de higiene dental e facilitou o dia a dia com ferramentas que tratam os principais problemas bucais.
( 3 páginas 0 ref. 4 f.) Odonto Magazine - Ano: 2013
Cod. F02 . 3 . 25 - 2 2013 - 6 B Rev. Liter

A SOCIAL MOVEMENT TO REDUCE CARIES PREVALENCE IN THE WORLD
BONECKER, M. et al.
Despite the fact that it is preventable, dental caries remains a global public health problem—even with fluoride intervention—and it is the most common chronic disease on the planet. Moreover, researchers have already shown for some years that caries is a disease continuum that at the early stages is reversible, yet many Ministries of Health and dental professionals misunderstand this.
( 2 páginas 0 ref. 0 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2013 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 27 . 1 - 2 2013 - 1 X Rev. Liter

ODONTOLOGIA E SAÚDE SUPLEMENTAR: MARCO REGULATÓRIO, POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DA ATENÇÃO
GARBIN, D. et al.
A partir do marco regulatório e de um panorama da odontologia na saúde suplementar, este artigo discute as especificidades do setor odontológico no que se refere às políticas de promoção da saúde e qualidade da atenção à saúde propostas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).
PALAVRAS CHAVE: Saúde suplementar; Odontologia; Regulação e fiscalização em saúde; Assistência integral à saúde.
( 12 páginas 42 ref. 2 f.) Ciência & Saúde Coletiva - Ano: 2013
Cod. C62 . 18 . 2 - 2 2013 - 1 F Rev. Liter

UTILIZAÇÃO DO PLASMA DE BAIXA TEMPERATURA NA ODONTOLOGIA: REALIDADE E PERSPECTIVAS
PASCHOAL, M. A. B. et al.
O uso da tecnologia como forma eficaz da prevenção e extermínio de placas bacterianas, cáries, causando a remoção mecânica do biofilme dentário.
( 2 páginas 13 ref. 3 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2013
Cod. C87 . 53 . 53 - 1 2013 - 2 A Rev. Liter

ENCONTRO QUE PROSPECTA SORRISOS
FORGHIERI, A. et al.
Representantes da saúde bucal brasileira reúnem-se no Expô Center Norte para compor mais uma edição do Congresso Internacional de Odontologia, que vem recheado de grandes atrações e novidades ao setor.
( 2 páginas 0 ref. 2 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2013
Cod. C87 . 53 . 53 - 1 2013 - 3 A Rev. Liter

AMBIENTAÇÃO DE CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS ODONTOLÓGICOS
TELES, N. et al.
O atendimento ao cliente de clínicas e consultórios odontológicos deve ser realizado de forma agradável, em um ambiente tranqüilo e confortável. Transmitindo calma, suavidade, tranqüilidade e alegria. Essas atitudes são importantes porque fazem com que se desenvolva uma atitude positiva em relação à odontologia, criando uma relação de bem estar e confiança.
( 1 páginas 0 ref. 1 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2013
Cod. C87 . 53 . 53 - 1 2013 - 4 X Rev. Liter

DOANDO OPORTUNIDADE A QUEM PRECISA SORRIR
PACCINI, R.
Programa Gente Feliz com Dente oportuniza, através de doações, voluntários, profissionais e sociedade, à reinserção social de pessoas com problemas dentários por meio de prótese e implantes que motivam sorrir outra vez.
( 2 páginas 0 ref. 3 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2013
Cod. C87 . 53 . 53 - 1 2013 - 5 A Rev. Liter

HUMANIZAÇÃO NA ATENÇÃO BÁSICA: A PERCEPÇÃO DOS TRABALHADORES DE SAÚDE
NOGUEIRA, M. M. S. et al.
Este artigo é produto de uma pesquisa de natureza qualitativa, que utilizou a entrevista semiestruturada e a observação participante para a coleta de dados. Os informantes foram delimitados pelo método de amostragem por saturação teórica e os dados analisados através da hermenêutica dialética.
PALAVRAS CHAVE: Atenção Primária; Condições de Trabalho; Humanização da Assistência; Profissionais da Saúde; Ambiente de Trabalho.
( 12 páginas 16 ref. 0 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 93 - 64 2012 - 2 F Rev. Liter

A SOCIAL MOVEMENT TO REDUCE CARIES PREVALENCE IN THE WORLD
BONECKER, M. et al.
Despite the fact that it is preventable, dental caries remains a global public health problem—even with fluoride intervention—and it is the most common chronic disease on the planet. Moreover, researchers have already shown for some years that caries is a disease continuum that at the early stages is reversible, yet many Ministries of Health and dental professionals misunderstand this.
( 2 páginas 0 ref. 0 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . 6 - 12 2012 - 15 X Rev. Liter

A SAÚDE BUCAL DOS HOMENS
Publicado na Odonto Magazine Vol. 02 nº 23 2012
Pesquisa confirma que os homens cuidam menos da saúde bucal do que as mulheres, diminuindo as chances de prevenir ou tratar, precocemente, diferentes doenças bucais, inclusive câncer de boca.
( 2 páginas 0 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 23 - 12 2012 - 1 X Rev. Liter

BANCO DE OSSOS UMA REALIDADE NA ODONTOLOGIA
MARSON, G. B. O. et al.
A reabilitação das maxilas atróficas representa um dos eventos mais desafiadores na implantodontia. Os enxertos ósseos autógenos aposicionais atrelados à elevação da membrana sinusal, oferecem a oportunidade de manipular e instalar com sucesso os implantes endósseos em rebordos anteriormente inadequados.
PALAVRAS CHAVE: Enxerto; Próteses e Implantes; Reconstrução; Maxila.
( 18 páginas 51 ref. 7 f.) Rev. Odont. Acad. Tiradentes Odont. - Ano: 2012
Cod. C64 . 12 . 12 - 12 2012 - 2 J Rev. Liter

USO DO FIO DENTAL: UMA ESTRATÉGIA PARA A PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL
FRANZIN, L. C. S. et al.
Para se ter uma saúde geral equilibrada e qualidade de vida é necessário ter boa saúde bucal, sem a presença de cárie dentária ou doença periodontal. O objetivo deste estudo foi realizar uma breve revisão da literatura sobre a utilização do fio dental, este elemento coadjuvante para a promoção de saúde bucal.
PALAVRAS CHAVE: Fio dental; Placa bacteriana; Higiene oral.
( 8 páginas 33 ref. 4 f.) UNINGÁ Review - Ano: 2012
Cod. F05 . 12 . 12-1 - 12 2012 - 4 D Rev. Liter

FATORES CRÍTICOS PARA A FIXAÇÃO DO MÉDICO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA
NEY, M. S. et al.
O artigo analisa as condições que interferem na fixação do médico na Estratégia Saúde da Família. Trata-se de pesquisa de natureza qualitativa envolvendo análise documental das políticas de recursos humanos praticadas, aplicação e análise de questionários e grupo focal, visando identificar a percepção dos médicos sobre seu trabalho na estratégia.
PALAVRAS CHAVE: Estratégia Saúde da Família; Medicina de família e comunidade; Recursos humanos em saúde; Políticas públicas de saúde.
( 19 páginas 41 ref. 1 f.) Physis: Rev. Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. F37 . 22 . 4 - 12 2012 - 2 J Rev. Liter

REFORMA SANITÁRIA BRASILEIRA: PROMESSA NÃO CUMPRIDA?
PAIM, J. S.
O livro Reforma Sanitária Brasileira: contribuição para a compreensão e crítica é uma análise meticulosa, transparente e singular realizada pelo militante e intelectual Jairnilson S. Paim sobre os problemas e desafios da reforma.
( 4 páginas 0 ref. 0 f.) Physis: Rev. Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. F37 . 22 . 4 - 12 2012 - 4 B Rev. Liter

AS REPRESENTAÇÕES DA SAÚDE BUCAL NA MÍDIA IMPRESSA
CAVACA, A. G. et al.
Buscou-se compreender como as informações sobre Saúde Bucal são veiculadas pela mídia impressa no estado do Espírito Santo – Brasil, por meio de uma pesquisa qualitativa, com análise de conteúdo de 66 matérias relacionadas à temática, veiculadas no período de março de 2004 a junho de 2009, nos jornais A Gazeta e A Tribuna.
PALAVRAS CHAVE: Saúde Bucal; Comunicação em saúde; Meios de comunicação de massa; Saúde Pública.
( 14 páginas 46 ref. 1 f.) Interface - Comunic. Saúde Educ. - Ano: 2012
Cod. F34 . 16 . 43 - 12 2012 - 1 F Rev. Liter

DESAFIOS PARA A PARTICIPAÇÃO POPULAR EM SAÚDE: REFLEXÕES A PARTIR DA EDUCAÇÃO POPULAR NA CONSTRUÇÃO DE CONSELHO LOCAL DE SAÚDE EM COMUNIDADES DE JOÃO PESSOA, PB
CRUZ, P. J. S. C. et al.
A participação popular constitui uma força social capaz de elencar prioridades e influir nos serviços públicos de saúde, impulsionando a formulação de políticas para a promoção da saúde como um direito, de forma equânime, democrática e participativa.
PALAVRAS CHAVE: Conselhos de Saúde; Participação Comunitária; Educação em Saúde.
( 14 páginas 20 ref. 0 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . 4 - 12 2012 - 2 F Rev. Liter

A DINÂMICA INOVATIVA DO SUBSISTEMA DE BASE MECÂNICA, ELETRÔNICA E DE MATERIAIS
MALDONADO, J. et al.
O subsistema de base mecânica, eletrônica e de materiais, um dos subsistemas do complexo produtivo da saúde, reúne diferentes atividades, usualmente agregadas na designada indústria de equipamentos e materiais médicohospitalares e odontológicos, uma área estratégica para a saúde por representar uma fonte contínua de mudanças nas práticas assistenciais. O objetivo do artigo foi discutir o desenvolvimento dessa indústria no Brasil e seus desafios.
PALAVRAS CHAVE: Equipamentos e Provisões Hospitalares; Economia; Equipamentos Odontológicos; Política Nacional de Ciência; Tecnologia e Inovação; Desenvolvimento Tecnológico.
( 8 páginas 21 ref. 0 f.) Rev. Saúde Pública USP/FSP - Ano: 2012
Cod. D55 . 46 . Supl.1 - 12 2012 - 1 D Rev. Liter

GENETICS AND CARIES – PROSPECTS
VIEIRA, A. R.
Caries remains the most prevalent non-contagious infectious disease in humans. It is clear that the current approaches to decrease the prevalence of caries in human populations, including water fluoridation and school-based programs, are not enough to protect everyone.
PALAVRAS CHAVE: Dental Caries; Genetics; Genes.
( 3 páginas 13 ref. 0 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 2 B Rev. Liter

SOCIAL DISPARITY AND ORAL HEALTH
NAVARRO, M. F. L. et al.
There is a clear reported association between social disparity and oral health, for example, between dental caries and malnutrition in children. This fact is detected in several studies, and also found amongst the Brazilian population. However, several efforts have been made to improve the quality of life of the population and to achieve the 2015 Millennium Development Goals.
PALAVRAS CHAVE: Oral Health; Dental Caries; Malnutrition; State Dentistry.
( 8 páginas 19 ref. 0 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 4 D Rev. Liter

ORAL HEALTH PROMOTION: EXPANDING THE BOUNDARIES OF KNOWLEDGE
PAULA, L. M. et al.
The following professors participated in the symposium discussions as panelists: Maria Fidela de Lima Navarro (Univ de São Paulo, Bauru, SP, Brazil); Joana Carvalho (Univ de Louvain, Louvain, Belgium); Alexandre Rezende Vieira (Univ of Pittsburgh, Pittsburgh, PA, USA); Mário Taba Júnior (Univ de São Paulo, Ribeirão Preto, SP, Brazil); Tiago Sousa Coelho (Univ de Brasília, Brasília, DF, Brazil); and the following professors participated as moderators: Jaime Aparecido Cury (Univ de Campinas, Piracicaba, SP, Brazil); Nilce Tomita (Univ de São Paulo, Bauru, SP, Brazil); Lilian Marly de Paula (Univ de Brasília, Brasília, DF, Brazil).
( 8 páginas 0 ref. 0 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 8 D Rev. Liter

ARE WE READY FOR CARIES PREVENTION THROUGH BACTERIOTHERAPY?
TWETMAN, S. et al.
Recent insights in medical science indicate that human biofilms play an important role in health and well-being, and have put microbiota modulation through bacteriotherapy into focus. In dentistry, bacterial interference with probiotic bacteria to support the stability and diversity of oral biofilms has gained similar interest.
PALAVRAS CHAVE: Bacteria; Biofilms; Dental Caries; Probiotics.
( 7 páginas 37 ref. 2 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 10 D Rev. Liter

ORAL HEALTH IN BRAZIL: THE CHALLENGES FOR DENTAL HEALTH CARE MODELS
CHAVES, S. C. L. et al.
This paper discusses adult oral health in Brazil according to three perspectives: 1) the available epidemiological evidence about the population s oral-health-related epidemiological situation, especially adults and the elderly population, in relation to two high prevalence oral injuries (dental caries and tooth loss), 2) the main health care models for dealing with this situation, by analyzing the related historical processes in order to reveal the likely social, political and epidemiological implications of the different models, and 3) lastly, the possible challenges to Brazilian dentistry or collective oral health in overcoming these obstacles.
PALAVRAS CHAVE: Dental Care; Health Policy; Tooth Loss; Adult; Comprehensive Dental Care.
( 10 páginas 41 ref. 3 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 11 E Rev. Liter

PROGRAMMATIC ACTIONS IN ORAL HEALTH: COPING WITH SOCIAL INEQUITIES
FERREIRA, E. F. et al.
Inequities are health imbalances that are avoidable, unfair and unnecessary. Studies on health inequities address the need for emergency care related to oral-dental lesions from external causes, toothache or prevalence of oral lesions, taking into account the differences between individuals and/or populations in terms of risk conditions to acquiring disease or access to health services.
PALAVRAS CHAVE: Health Promotion; Socioeconomic Factors; Oral Health.
( 5 páginas 14 ref. 2 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 12 C Rev. Liter

CONSTRUCTING PUBLIC ORAL HEALTH POLICIES IN BRAZIL: ISSUES FOR REFLECTION
SOARES, C. L. M. et al.
This paper addresses the construction of public oral health policies in Brazil by reviewing the available literature. It includes a discussion of the social responses given by the Brazilian State to oral health policies and the relationship of these responses with the ideological oral health movements that have developed globally, and that have specifically influenced oral health policies in Brazil.
PALAVRAS CHAVE: Oral Health; Health Policy; Dental Care.
( 9 páginas 39 ref. 1 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 14 E Rev. Liter

EPIDEMIOLOGY OF DENTAL CARIES: WHEN STRUCTURE AND CONTEXT MATTER
FRAZÃO, P. et al.
The widespread expansion of the sugar market drove dental caries prevalence to high levels in several regions of the world. On the other hand, the dissemination of fluoride use is one of the reasons for caries decline at the end of the 20th century. However, caries remains one of the most prevalent non-communicable chronic diseases in human beings, and an important cause of pain and dental loss, which lead to school and work absenteeism affecting individuals’ daily activities and emotional stability.
PALAVRAS CHAVE: Dental Caries; Epidemiology; Risk Factors.
( 7 páginas 40 ref. 0 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 16 D Rev. Liter

ORAL HEALTH UNDER AN INTEGRALITY PERSPECTIVE
TOMITA, N. E. et al.
The following professors participated in the symposium discussions as panelists: Mariângela Matos (School of Dentistry, Univ Federal da Bahia - UFBA, Salvador, BA, Brazil), Sônia Cristina Lima Chaves (Institute of Collective Health, School of Dentistry, Univ Federal da Bahia - UFBA, Salvador, BA, Brazil), Paulo Frazão (Departamento de Prática de Saúde Pública, Faculdade de Saúde Pública, Univ de São Paulo - USP, São Paulo, SP, Brazil), ...
( 9 páginas 0 ref. 0 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . Esp.1 - 12 2012 - 19 E Rev. Liter

ANTECIPANDO À LUZ A QUEM QUER VIDA!
TAKAOKA,
ONG atua nos cuidados com os recém-nascidos prematuros que inspiram atenção profissional em várias áreas do setor de saúde e agrega à Odontologia.
( 2 páginas 0 ref. 5 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2012
Cod. C87 . 52 . 52 - 12 2012 - 4 A Rev. Liter

QUALIDADE NO ATENDIMENTO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO NO CONSULTÓRIO
CASTRO, M. N.
A globalização que surgiu na década de 80, foi a responsável pela mudança dos mercados, acelerou as informações, facilitou a comunicação e possibilitou a implantação de novas empresas de variados segmentos dando origem a uma maior competitividade.
( 1 páginas 0 ref. 1 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2012
Cod. C87 . 52 . 52 - 12 2012 - 5 X Rev. Liter

ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE: ABORDAGENS, CONCEITOS, POLÍTICAS E MODELO DE ANÁLISE
ASSIS, M. M. A. et al.
O acesso aos serviços de saúde é um tema multifacetado e multidimensional envolvendo aspectos políticos, econômicos, sociais, organizativos, técnicos e simbólicos, no estabelecimento de caminhos para a universalização da sua atenção.
PALAVRAS CHAVE: Sistema de saúde; Acesso aos serviços de saúde; Sistema Único de Saúde.
( 11 páginas 69 ref. 1 f.) Ciência & Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. C62 . 17 . 11 - 11 2012 - 1 F Rev. Liter

ENTRADAS E BANDEIRAS E O SUS NO SÉCULO XXI
BAHIA, L. et al.
O artigo de Marluce Araújo Assis e Washington Abreu de Jesus tem inúmeros méritos. É relevante e oportuno ao conectar reflexões cuidadosas sobre a bibliografia disponível a respeito do tema com a declaração de compromissos de derrotar o conformismo social.
( 3 páginas 5 ref. 0 f.) Ciência & Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. C62 . 17 . 11 - 11 2012 - 10 X Rev. Liter

ACESSO ÀS AÇÕES E AOS SERVIÇOS DE SAÚDE: UMA VISÃO POLISSÊMICA
SANTOS, L. et al.
O presente trabalho visa debater o artigo Acesso aos serviços de saúde: abordagens, conceitos, políticas e modelo de análise, de Marluce Maria Araujo Assis e Washington Luiz Abreu de Jesus, que trata da importante questão do acesso às ações e serviços de saúde pelo cidadão brasileiro no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), tema da última Conferência Nacional de Saúde realizada em 2011 e deste número especial da Revista Ciência e Saúde Coletiva.
( 3 páginas 4 ref. 0 f.) Ciência & Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. C62 . 17 . 11 - 11 2012 - 11 X Rev. Liter

CIDADANIA EM PROL DA SAÚDE BUCAL
ALVES, D.
Projetos sociais ajudam pessoas carentes a terem acesso a profissionais e recursos qualificados à manutenção e obtenção de um sorriso saudável e promissor. Profissional fala sobre essas ações e orienta cirurgiões-dentistas a doarem mais tempo a essas causas.
( 2 páginas 0 ref. 3 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2012
Cod. C87 . 51 . 51 - 11 2012 - 5 X Rev. Liter

HIGIENE BUCAL ÀS MÃOS DOS BRASILEIROS
PANISSA, D.
Empresa teve início com o desenvolvimento de produtos de beleza e higiene pessoal, transformando-se na mais conceituada indústria de materiais e produtos para profissionais da saúde bucal e público em geral.
( 1 páginas 0 ref. 1 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2012
Cod. C87 . 51 . 51 - 11 2012 - 8 X Rev. Liter

CAN SOCIAL CAPITAL CONTRIBUTE TO THE IMPROVEMENT OF ORAL HEALTH?
ZARZAR, P. M. et al.
Increasing evidence suggests that a broad range of social determinants, not only biological risk factors and individual lifestyle, influence the general health of people. Recent studies1-3 have revealed that social determinants, among the latter of which is social capital, have an important influence on health.
( 2 páginas 12 ref. 0 f.) Pesq. Odont. Brasileira / USP - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. C24 . 26 . 5 - 10 2012 - 1 X Rev. Liter

TRANSFORMANDO SORRISOS PARA UM FUTURO PRÓSPERO
BUAES, A. M. G. et al.
Instituto do câncer Infantil, da cidade de Porto Alegre/RS atua na prevenção, tratamento e acompanhamento da patologia que acomete a saúde de crianças daquela cidade. Um trabalho inovador que concorre a prêmios e dá esperança a pequenas pessoas a um sorriso mais nobre e saudável.
( 3 páginas 0 ref. 10 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2012
Cod. C87 . 50 . 50 - 10 2012 - 8 B Rev. Liter

SORRISOS PARA A VIDA
NAVARRO, V.
Criado em julho de 2007, o Instituto Sorrir para Vida proporciona cuidados odontológicos completos aos pacientes de baixa renda que recebem tratamento quimioterápico e/ou radioterápico, por consequência de algum tipo de câncer.
( 3 páginas 0 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 21 - 10 2012 - 5 X Rev. Liter

A SAÚDE BUCAL DOS BRASILEIROS
PELINO, J. E.
A adequada higiene bucal é o modo mais eficaz de se prevenir a doença periodontal e cáries, que são causadas por micro-organismos específicos encontrados no biolme, popularmente conhecido por placa dental. Assim, a desorganização e a remoção regular deste biolme representam estratégias relevantes envolvidas na prevenção e tratamento dessas doenças.
( 2 páginas 17 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 21 - 10 2012 - 6 X Rev. Liter

COMPREHENSIVE REVIEW OF CARIES ASSESSMENT SYSTEMS DEVELOPED OVER THE LAST DECADE
MEHTA, A. et al.
World Health Organization (WHO) in the year 2007 recognized the growing burden of oral diseases worldwide and emphasized the need to scale up action based on comprehensive data collection systems. In view of the global epidemic of untreated caries in children there is an urgent need to establish a scoring system that both assesses and quantifies various advanced stages of caries.
PALAVRAS CHAVE: Caries assessment; DMF index; Significant caries index; ICDAS; Specific caries index; PUFA; CAST.
( 6 páginas 16 ref. 5 f.) RSBO Rev. Sul-Brasileira de Odontologia - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. E55 . 9 . 3 - 9 2012 - 14 C Rev. Liter

DESIGUALDADE SOCIAL E OS ESTUDOS EPIDEMIOLÓGICOS: UMA REFLEXÃO
FERREIRA, M. A. F. et al.
O objetivo é discutir as diferentes concepções que norteiam a seleção dos indicadores utilizados nos estudos epidemiológicos e abordar os efeitos psicossociais nos seres humanos acarretados pela desigualdade social. Foi realizada uma revisão da literatura acerca dos estudos epidemiológicos que utilizaram os indicadores de desigualdade social e capital social para uma melhor compreensão dos problemas de saúde, bem como uma investigação no campo da sociologia e da psicologia social.
PALAVRAS CHAVE: Epidemiologia; Indicadores sociais; Desigualdade social.
( 9 páginas 36 ref. 0 f.) Ciência & Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. C62 . 17 . 9 - 9 2012 - 2 E Rev. Liter

COLABORAÇÃO SOCIAL: A GNATUS ACREDITA NA TRANSFORMAÇÃO DE UMA SOCIEDADE
FERNANDES, É. S. et al.
Empresa relata suas ações voltadas para uma colaboração efetiva na mudança social e naquilo que ela acredita ser essencial para a qualidade de vida e saúde de seus colaboradores e público cercante. A responsabilidade social faz parte do DNA e da Cultura da Gnatus desde sua Fundação. Há mais de 30 anos a empresa e seus colaboradores estão envolvidos em ações de sustentabilidade e sociais nas comunidades onde atua e produz algum tipo de impacto, qualquer que seja ele.
( 2 páginas 0 ref. 3 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2012
Cod. C87 . 49 . 49 - 9 2012 - 5 X Rev. Liter

VIDA SAUDÁVEL: FOCO INDISCUTÍVEL
BENIS, L. R. et al.
Indusbello apresenta um histórico de preocupação efetiva em oferecer ao setor de saúde uma vida saudável com espírito inovador e foco objetivo. Leonardo Rodrigues Benis, diretor gerente de Projeto, Desenvolvimento e Marketing da Indusbello falou à Dentistry Brasil sobre a história da empresa e o que ela pretende ao mercado de Odontologia, abordando os objetivos industriais e busca da qualidade efetiva da saúde dos usuários de seus produtos e equipamentos.
( 2 páginas 0 ref. 7 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2012
Cod. C87 . 49 . 49 - 9 2012 - 6 X Rev. Liter

GOMA DE MASCAR: VILÃ OU MOCINHA?
NAVARRO, V. et al.
A goma de mascar sem açúcar já pode ser considerada uma aliada no que diz respeito à saúde bucal. Pesquisas apontam que o uso de goma de mascar sem açúcar pode contribuir para a diminuição do risco das lesões cariosas.
( 4 páginas 0 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 20 - 9 2012 - 3 B Rev. Liter

EDUCAÇÃO EM SAÚDE: UMA ARTE CONHECIDA POR POUCOS
ROJAS, M. M.
Historicamente, nossa Odontologia foi uma prossão extremamente técnica, exigindo do cirurgião habilidade manual, paciência, atenção aos detalhes, conhecimento técnico, atualização em novos materiais, instrumentos, valorizando boas esculturas, cirurgias de sucesso, próteses quase que imperceptíveis e, hoje, ainda mais, com a supervalorização da estética, sorrisos perfeitos, com fotos do antes e depois, garantia de resultados imediatos e eternos.
( 2 páginas 0 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 20 - 9 2012 - 4 X Rev. Liter

SORRINDO PARA O FUTURO
NAVARRO, V.
Implantado em 2003, o Programa SESC Sorrindo para o Futuro atende a 250 mil crianças em mais de 400 cidades do Rio Grande do Sul. Entrevista com Larissa Simon Brouwers.
( 3 páginas 0 ref. 2 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 20 - 9 2012 - 5 B Rev. Liter

INTERSETORIALIDADE E ESF: LIMITES E POSSIBILIDADES NO TERRITÓRIO DE UMA UNIDADE INTEGRADA DE SAÚDE DA FAMÍLIA
SENA, L. A. et al.
Objetivou-se descrever os fatores que impedem, limitam e facilitam a intersetorialidade no território de quatro Equipes de Saúde da Família do bairro Jardim Veneza, no município de João Pessoa, a partir da percepção do apoiador matricial. Foi utilizada a técnica da análise de discurso com abordagem qualitativa.
PALAVRAS CHAVE: Programa Saúde da Família; Promoção da Saúde; Políticas Públicas.
( 6 páginas 10 ref. 0 f.) Rev. Bras. Ciênc. Saúde / UFPB - Ano: 2012
Cod. B18 . 16 . 3 - 9 2012 - 4 C Rev. Liter

AÇÕES ESTRUTURANTES INTERMINISTERIAIS PARA REORIENTAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE: CONVERGÊNCIA ENTRE EDUCAÇÃO E HUMANIZAÇÃO
FERRAZ, F. et al.
O presente trabalho propõe uma reflexão sobre a importância da inter-relação entre os princípios teórico-metodológicos das Políticas de Educação Permanente em Saúde e de Humanização para a estruturação das propostas referentes às ações interministeriais e sua contribuição no preparo de profissionais para efetivar a Atenção Básica à Saúde (ABS) com vistas à promoção da saúde.
PALAVRAS CHAVE: Atenção Primária à Saúde; Educação Continuada; Educação Profissional em Saúde Pública; Humanização da Assistência; Sistema Único de Saúde.
( 12 páginas 28 ref. 0 f.) O Mundo da Saúde - Ano: 2012
Cod. E49 . 36 . 3 - 9 2012 - 2 F Rev. Liter

A COMUNICAÇÃO TERAPÊUTICA COMO FATOR DE HUMANIZAÇÃO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA
BERTACHINI, L. et al.
É natural e intrínseco da natureza humana o ato de se comunicar. A linguagem constrói códigos e possibilidades de compartilhamento de ideias, pensamentos e emoções entre os indivíduos e suas formatações cognitivas, culturais, psíquicas e afetivas.
PALAVRAS CHAVE: Comunicação; Terapêutica; Atenção Primária à Saúde; Humanização da Assistência.
( 14 páginas 17 ref. 0 f.) O Mundo da Saúde - Ano: 2012
Cod. E49 . 36 . 3 - 9 2012 - 3 F Rev. Liter

ATENÇÃO FARMACÊUTICA E A HUMANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA: LIÇÕES APRENDIDAS NA PROMOÇÃO DA ADESÃO DE USUÁRIOS AOS CUIDADOS TERAPÊUTICOS NAS CONDIÇÕES CRÔNICAS
PRATA, P. B. A. et al.
O alto consumo de medicamentos tem despertado, para os profissionais de saúde, cada vez mais a preocupação com a adesão ao tratamento dos usuários. O presente artigo tem o objetivo de relatar experiências na assistência farmacêutica realizada por uma Unidade Básica de Saúde (UBS) do Município de São Paulo.
PALAVRAS CHAVE: Assistência Farmacêutica; Humanização da Assistência; Atenção Básica.
( 5 páginas 13 ref. 0 f.) O Mundo da Saúde - Ano: 2012
Cod. E49 . 36 . 3 - 9 2012 - 5 C Rev. Liter

ATENÇÃO PRIMÁRIA INTEGRAL À SAÚDE EM PERSPECTIVA: EXPERIÊNCIAS LATINO-AMERICANAS
ALMEIDA, P. F. et al.
O objetivo principal desta edição é divulgar experiências latino-americanas de construção e problematização das diversas abordagens da atenção primária à Saúde (APS) em uma perspectiva integral.
( 3 páginas 0 ref. 0 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 94 - 9 2012 - 1 B Rev. Liter

ATENCIÓN PRIMARIA DE LA SALUD EN DEBATE
ROVERE, M.
La Atención Primaria de la Salud, un concepto amplio y difundido, es colocado en debate en el presente artículo. -TEXTO EM ESPANHOL -
PALAVRAS CHAVE: Atención Primaria de la Salud; Equidad; Estrategia.
( 16 páginas 12 ref. 1 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 94 - 9 2012 - 2 J Rev. Liter

ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: UMA RECEITA PARA TODAS AS ESTAÇÕES?
PAIM, J. S.
É incrível que a proposta da Atenção Primária à Saúde (APS) continue a despertar reflexões e debates após três décadas da realização da Conferência de Alma-Ata. No caso, porém, de um contexto elaborado por Mario Rovere, intelectual e homem de ação da Saúde Coletiva latino-americana, impõe-se uma atenção especial.
( 5 páginas 18 ref. 0 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 94 - 9 2012 - 3 C Rev. Liter

COMENTARIO SOBRE INVESTIGACIÓN EN SISTEMAS DE SALUD, ATENCIÓN PRIMARIA DE SALUD Y PARTICIPACIÓN PARA LA TRANSFORMACIÓN SOCIAL
BARTEN, F.
Factores a nivel global cada vez más inciden en la política nacional de salud, mientras que el escenario se complejiza con la llegada de nuevos y poderosos actores (STUCKLER et al., 2011). TEXTO EM ESPANHOL -
( 4 páginas 8 ref. 0 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 94 - 9 2012 - 4 B Rev. Liter

DIALOGANDO CON MARIO ROVERE SOBRE EL ARTÍCULO - ATENCIÓN PRIMARIA DE SALUD EN DEBATE
FEO, O.
La redacción de la revista Saúde em Debate me ha invitado a comentar el artículo del buen amigo Mario Rovere, titulado - Atención Primaria en Salud en Debate -, lo cual hago con mucho gusto, en primer lugar señalando que sus muchas preguntas tienen el efecto mágico de abrir nuevas perspectivas. -TEXTO EM ESPANHOL -
( 3 páginas 0 ref. 4 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 94 - 9 2012 - 5 B Rev. Liter

SOBRE A NECESSIDADE DE LEGITIMAR AS PRÁTICAS DE ATENÇÃO PRIMÁRIA
CONILL, E. M.
Mesmo com idas e vindas, a atenção primária tem perpassado décadas de reformas, num movimento cíclico e aparentemente pendular.
( 3 páginas 4 ref. 0 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 94 - 9 2012 - 6 B Rev. Liter

RESPUESTA A LOS COMENTARISTAS
ROVERE, M.
Los comentarios de estimados y respetados amigos y colegas, como Fançoise Barten, Jairnilson Silva Paim, Oscar Feo y Eleonor Minho Conill, constituyen una respuesta a la razonable duda de escribir y un estímulo para animarse frente a la osadía que supone proponer un texto con un tema sobre el que parece que ya poco o nada se podía decir. - TEXTO EM ESPANHOL -
( 4 páginas 0 ref. 0 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 94 - 9 2012 - 7 B Rev. Liter

DIMENSIONES COMUNITARIAS DE LA ATENCIÓN PRIMARIA INTEGRAL EN SALUD
SANDERS, D. et al.
La Atención Primaria de Salud (APS) fue reafirmada durante 2008, en su 30º aniversario, como la estrategia global clave para lograr una óptima salud (WHO; UNICEF; 1978). - TEXTO EM ESPANHOL -
( 9 páginas 18 ref. 0 f.) Saúde em Debate - Ano: 2012
Cod. D64 . 36 . 94 - 9 2012 - 17 E Rev. Liter

O PRONTUÁRIO DA FAMÍLIA NA PERSPECTIVA DA COORDENAÇÃO DA ATENÇÃO À SAÚDE
SANTOS, D. C. et al.
Os objetivos do estudo, descritivo com abordagem qualitativa, foram analisar o prontuário da família e seu conjunto informacional e identificar a percepção da equipe de saúde frente a sua sistematização, uso e importância para a coordenação e qualificação da atenção.
PALAVRAS CHAVE: Atenção básica; Saúde da família; Informação em saúde; Prontuários.
( 17 páginas 23 ref. 0 f.) Physis: Rev. Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. F37 . 22 . 3 - 9 2012 - 2 J Rev. Liter

PROJETO: CAMINHOS DA OTORRINOLARINGOLOGIA
HUEB, M.
O agradável convite e, consequentemente, a tarefa de escrever um editorial sobre a campanha Caminhos da Otorrinolaringologia para uma revista científica pareceu-me uma atribuição incongruente, ilógica. Entretanto, ao analisar o que está em curso, pude perceber analogias de forma e conteúdo que certamente enquadram esta iniciativa no âmbito científico.
( 1 páginas 0 ref. 2 f.) Rev. Bras. Otorrinolaringologia - Ano: 2012
Cod. C63 . 78 . 4 - 8 2012 - 1 X Rev. Liter

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE BUCAL E BIOÉTICA DA PROTEÇÃO NA ASSISTÊNCIA INTEGRAL
COSTA, S. M. et al.
As políticas públicas são ações organizadas do governo para alterar uma situação dada como problema. Sob este enfoque, a Política Nacional de Saúde Bucal (PNSB) foi instituída como resposta aos problemas de saúde bucal da população brasileira. O objetivo deste trabalho foi abordar a PNSB sob a perspectiva analítica da bioética da proteção no contexto da atenção integral da saúd . A inclusão da saúde bucal na Estratégia Saúde da Família (ESF), as diretrizes da PNSB e a criação dos centros de especialidades odontológicas refletem o papel protetor do Estado com ações de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde.
PALAVRAS CHAVE: Bioética; Políticas públicas; Odontologia comunitária.
( 7 páginas 22 ref. 0 f.) Rev. Bioética - Ano: 2012
Cod. C83 . 20 . 2 - 8 2012 - 12 D Rev. Liter

O DISPOSITIVO APOIO MATRICIAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA/PB

O presente trabalho trata de um relato de experiência referente ao Apoio Matricial na Atenção Primária em Saúde no território de abrangência do Distrito Sanitário II no município de João Pessoa/PB, durante o ano de 2011. O Apoio Matricial tem por objetivo assegurar uma retaguarda especializada a Equipes e Trabalhadores encarregados da atenção aos problemas de saúde.
PALAVRAS CHAVE: Saúde da família; Atenção primária à saúde; Gestão em saúde; Equipe interdisciplinar de saúde.
( 12 páginas 15 ref. 0 f.) Rev. Saúde Pública de Santa Catarina - Ano: 2012
Cod. B88 . 5 . 2 - 8 2012 - 4 F Rev. Liter

VIGILÂNCIA À SAÚDE BUCAL NO BRASIL
PERES, M. A. et al.
A observação do processo saúde-doença bucal em âmbito populacional é fundamental para sua compreensão e para a geração de políticas e ações de cuidados mais resolutivas. Observar, monitorar, intervir e avaliar são partes constituintes da vigilância à saúde bucal.
( 1 páginas 0 ref. 0 f.) Cad. Saúde Pública / CSP - Ano: 2012
Cod. C32 . 28 . Supl.1 - 7 2012 - 1 X Rev. Liter

VIGILÂNCIA À SAÚDE BUCAL: A CONSTRUÇÃO DE UM MODELO INTEGRADO
GOES, P. S. A. et al.
Apesar de o Brasil possuir tradição na realização de levantamentos epidemiológicos nacionais representados pelos levantamentos de saúde bucal em 1986, 1996 e 2003; o país não possuía até 2006 uma ação estruturadora do componente da vigilância à saúde bucal, como parte integrante tanto da Política Nacional de Saúde Bucal (PNSB), quanto da política de vigilância à saúde do próprio Ministério da Saúde.
( 1 páginas 0 ref. 0 f.) Cad. Saúde Pública / CSP - Ano: 2012
Cod. C32 . 28 . Supl.1 - 7 2012 - 2 X Rev. Liter

GUIAS ALIMENTARES PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA: IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE BUCAL
FREIRE, M. C. M. et al.
Guias alimentares são documentos que orientam sobre práticas alimentares e políticas que visam à promoção da saúde e prevenção de doenças nas populações. Este artigo tem como objetivo apresentar e discutir os guias alimentares para a população brasileira, buscando identificar aspectos que possam subsidiar as estratégias propostas na Política Nacional de Saúde Bucal.
PALAVRAS CHAVE: Guias Alimentares; Promoção da Saúde; Saúde Bucal.
( 10 páginas 65 ref. 0 f.) Cad. Saúde Pública / CSP - Ano: 2012
Cod. C32 . 28 . Supl.1 - 7 2012 - 4 E Rev. Liter

ASPECTOS METODOLÓGICOS DO PROJETO SBBRASIL 2010 DE INTERESSE PARA INQUÉRITOS NACIONAIS DE SAÚDE
RONCALLI, A. G. et al.
O objetivo deste artigo é apresentar aspectos da metodologia do SBB10 que possam contribuir para ampliar e desenvolver conhecimentos na área de saúde. Com relação ao plano amostral, trata-se de uma pesquisa por conglomerados e com múltiplos estágios.
PALAVRAS CHAVE: Saúde Bucal; Vigilância Epidemiológica; Estudos Transversais.
( 18 páginas 22 ref. 7 f.) Cad. Saúde Pública / CSP - Ano: 2012
Cod. C32 . 28 . Supl.1 - 7 2012 - 6 J Rev. Liter

RESEARCH ON CHRONIC NONCOMMUNICABLE DISEASES IN BRAZIL: MEETING THE CHALLENGES OF EPIDEMIOLOGIC TRANSITION
MOURA, E. C. et al.
In Brazil, chronic noncommunicable diseases (CNCDs) are the leading cause of death and a major contributor to the national disease burden. This article describes CNCD research funded by the Ministry of Health Department of Science and Technology (DECIT) to support the production and dissemination of scientific evidence for the national health system, in accordance with the National Agenda of Priorities in Health Research, and within the context of Brazil’s epidemiologic transition.
PALAVRAS CHAVE: Chronic disease; Health policy; Health research policy; Information systems; Health transition; Brazil.
( 6 páginas 23 ref. 3 f.) Rev. Panam. Salud Pública - Ano: 2012 - TEXTO EM INGLÊS
Cod. F20 . 31 . 3 - 6 2012 - 1 C Rev. Liter

MODELOS EXPLICATIVOS DA CÁRIE DENTÁRIA: DO ORGANICISTA AO ECOSSISTÊMICO
COSTA, S. M. et al.
O objetivo deste trabalho foi descrever, por meio da revisão de literatura, os diferentes modelos explicativos da cárie dentária e o importante papel que esses assumem na ciência ao representar um novo paradigma dominante.
PALAVRAS CHAVE: Cárie dentária; Saúde pública; Epidemiologia.
( 7 páginas 34 ref. 0 f.) Pesq. Bras. Odontopediatria Clín. Integrada - Ano: 2012
Cod. B31 . 12 . 2 - 6 2012 - 19 D Rev. Liter

ABORDAGENS ECOSSISTÊMICA E COMUNICATIVA NA IMPLANTAÇÃO DE AGENDAS TERRITORIALIZADAS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E PROMOÇÃO DA SAÚDE
GALLO, E. et al.
O trabalho analisa a adequação das abordagens ecossistêmica e comunicativa do planejamento estratégico para a implantação de agendas territorializadas integradoras dos princípios do Desenvolvimento Sustentável e da Promoção da Saúde. Utilizando como referência o projeto Desenvolvimento Sustentável e Promoção da Saúde: Implantação da Agenda Cidades Saudáveis integrada à Agenda 21 nas Comunidades Tradicionais de Áreas Protegidas do Mosaico da Bocaina, uma pesquisa-ação que objetiva contribuir para a promoção da qualidade de vida por meio da implantação coletiva de agenda estratégica local e promoção da sustentabilidade econômica solidária.
PALAVRAS CHAVE: Agendas territorializadas; Desenvolvimento sustentável; Promoção da saúde; Cidades saudáveis; Agenda 21; Autonomia.
( 14 páginas 42 ref. 8 f.) Ciência & Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. C62 . 17 . 6 - 6 2012 - 1 F Rev. Liter

ORGANIZAÇÃO BRASILEIRA REALIZA ATENDIMENTO A GRUPOS INDÍGENAS
FERREIRA, J. E. C. et al.
Última ação realizada foi na Amazônia, em que os habitantes tiveram a oportunidade de receber tratamentos odontológicos, além que qualificarem a saúde dental com atendimentos especializados. Expedicionários da Saúde é uma organização brasileira sem fins lucrativos, criada em 2003 por um grupo de médicos voluntários dispostos a levar medicina especializada, principalmente, atendimento cirúrgico, às regiões isoladas, favorecendo populações indígenas.
( 2 páginas 0 ref. 11 f.) Dentistry Brasil - Ano: 2012
Cod. C87 . 46 . 46 - 6 2012 - 10 X Rev. Liter

DISCUSSÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA: REVISITANDO A OBRA ADULTA DE MONTEIRO LOBATO
BIAZEVIC, M. G. H. et al.
O presente artigo resgata as concepções de saúde e doença observadas nos escritos de Monteiro Lobato. Por meio da análise de sua obra adulta, pudemos destacar opiniões, relatos sobre a experiência de adoecer de pessoas próximas e queridas, a possibilidade que a doença oferece de socializar as pessoas, o corporativismo médico, a atuação na Liga Pró-Saneamento, o paternalismo das práticas de saúde e a vulnerabilidade daqueles que possuem condição social desfavorável, além de outros tópicos, ora com traços de comicidade, ora com resignação e até com revolta.
PALAVRAS CHAVE: Medicina na literatura; Saúde; Doença; Corporações profissionais; Monteiro Lobato.
( 12 páginas 21 ref. 0 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . 2 - 6 2012 - 1 F Rev. Liter

GESTÃO PARTICIPATIVA E VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES: AVANÇOS NO ÂMBITO DO SUS
CUNHA, P. F. et al.
Este estudo teve como objetivo apresentar as mudanças políticas e estruturais introduzidas ao longo da trajetória de 20 anos do Sistema Único de Saúde – SUS com vistas a assegurar a democratização da gestão da saúde e legitimar a inclusão de novos atores políticos em todo o processo de construção de um novo modelo de atenção à saúde.
PALAVRAS CHAVE: Políticas públicas; Gestão participativa; Controle social; Valorização profissional.
( 9 páginas 11 ref. 0 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . Supl.1 - 6 2012 - 3 E Rev. Liter

GESTÃO PARTICIPATIVA NO SUS E A INTEGRAÇÃO ENSINO, SERVIÇO E COMUNIDADE: A EXPERIÊNCIA DA LIGA DE SAÚDE DA FAMÍLIA, FORTALEZA, CE
BARRETO, I. C. H. C. et al.
Fruto da experiência de duas universidades públicas e uma privada, o Projeto de Extensão Liga Saúde da Família (LSF) constitui-se numa estratégia de gestão participativa no campo da formação de profissionais da área da saúde, com base nos conceitos de educação permanente em saúde, educação popular em saúde, equipe multiprofissional e interdisciplinar, atenção primária à saúde, promoção da saúde, estratégia saúde da família, metodologias participativas de pesquisa e atuação inserida no território vivo.
PALAVRAS CHAVE: Gestão em Saúde; Atenção Primária à Saúde; Ensino; Educação; Extensão.
( 14 páginas 22 ref. 0 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . Supl.1 - 6 2012 - 4 F Rev. Liter

PRECEPTORIA DE TERRITÓRIO, NOVAS PRÁTICAS E SABERES NA ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE DA FAMÍLIA: O ESTUDO DO CASO DE SOBRAL, CE
PAGANI, R. et al.
O presente trabalho pretende apresentar um novo ator no Sistema Único de Saúde – o preceptor de território – bem como discutir sua atuação. Com a implantação da Estratégia Saúde da Família, bastante se tem discutido sobre o desafio de formar profissionais para atuarem neste modelo através de educação permanente em saúde.
PALAVRAS CHAVE: Território; Território e Saúde; Educação Permanente; Co-Gestão; Preceptoria.
( 13 páginas 7 ref. 0 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . Supl.1 - 6 2012 - 5 F Rev. Liter

O CAMINHO SE FAZ AO CAMINHAR: PROCESSO DE REATIVAÇÃO DE CONSELHOS LOCAIS DE SAÚDE EM SOBRAL, A PARTIR DO PROTAGONISMO CIDADÃO
PONTE, H. M. S. et al.
O presente artigo tem como objetivo descrever o processo de formação política de lideranças populares com vistas à reativação dos Conselhos Locais de Desenvolvimento Social e Saúde (CLDSS) no município de Sobral – CE.
PALAVRAS CHAVE: Conselhos Locais de Saúde; Protagonismo e Formação Política.
( 10 páginas 12 ref. 0 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . Supl.1 - 6 2012 - 8 E Rev. Liter

3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE VÁRZEA PAULISTA: A PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE NO PROCESSO DE PRIORIZAÇÃO E COMPROMISSO POLÍTICO
TOFANI, L. F. N. et al.
O artigo apresenta o relato de experiência da 3a Conferência Municipal de Saúde de Várzea Paulista, ocorrida em 2008, cuja organização teve como objetivos envolver a sociedade na análise da situação de saúde do município, de forma a priorizar necessidades em saúde e transformar o relatório final em uma carta de compromisso político.
PALAVRAS CHAVE: Gestão em Saúde; Saúde Pública; Conferência de Saúde; Controle Social.
( 9 páginas 7 ref. 0 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . Supl.1 - 6 2012 - 9 E Rev. Liter

O DESENVOLVIMENTO PARTICIPATIVO DA ÁREA DE MEDICINA TRADICIONAL INDÍGENA, PROJETO VIGISUS II/FUNASA
FERREIRA, L. O. et al.
O artigo trata sobre o desenvolvimento participativo das ações da Área de Medicina Tradicional Indígena (AMT) do Projeto Vigisus II/FUNASA. A Área tem como objetivo a construção de estratégias para a articulação entre os sistemas médicos indígenas e o sistema oficial de saúde, conforme preconizado pela Política Nacional de Atenção a Saúde dos Povos Indígenas.
PALAVRAS CHAVE: Medicina tradicional indígena; Articulação entre sistemas de saúde; Integralidade.
( 13 páginas 13 ref. 2 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . Supl.1 - 6 2012 - 10 F Rev. Liter

PROGRAMA DE RECURSOS DESCENTRALIZADOS NA SAÚDE (PROREDE): CONSOLIDANDO A CIDADANIA E A PARTICIPAÇÃO POPULAR
VALDEBENITO, M. A. A. et al.
O PROREDE objetivou descentralizar a gestão e incentivar a plena participação dos Conselhos Gestores, articulados com as associações recém-criadas, no processo de tomada de decisões, na implantação das ações planejadas, no controle e prestação de contas, e no processo de avaliação das melhorias das condições do atendimento e qualidade dos serviços prestados.
PALAVRAS CHAVE: Gestão descentralizada; Gestão participativa; Participação popular; Co-gestão de recursos financeiros.
( 8 páginas 0 ref. 0 f.) Saúde e Sociedade Fac. Saúde Pública USP - Ano: 2012
Cod. E57 . 21 . Supl.1 - 6 2012 - 11 D Rev. Liter

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PELO TRABALHO PARA A SAÚDE: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA
ARAÚJO, J. S. et al.
O presente estudo tem como objetivo descrever a experiência vivenciada por acadêmicos a cerca do trabalho em equipe frente à proposta do programa de educação pelo trabalho para a saúde. Os discentes tiveram a oportunidade de vivenciarem, antes mesmo da sua formação, a experiência de funcionamento das equipes multiprofissionais no que tange à realidade do quadro da estratégia saúde da família, implementando ações assistenciais na comunidade e fortalecendo o tripé ensino, pesquisa e extensão.
PALAVRAS CHAVE: Saúde pública; Ensino; Saúde.
( 5 páginas 11 ref. 0 f.) Rev. Ciência & Saúde - Ano: 2012
Cod. E63 . 5 . 1 - 6 2012 - 4 C Rev. Liter

PARTICIPAÇÃO POLÍTICA E COTIDIANO DA GESTÃO EM SAÚDE: UM ENSAIO SOBRE A POTENCIALIDADE FORMATIVA DAS RELAÇÕES INSTITUCIONAIS
GUIZARDI, F. L. et al.
Este ensaio pretende contribuir para o debate sobre a participação política na experiência do SUS no Brasil. Nele é problematizado o espaço que tem sido reservado para seu exercício efetivo, procurando refletir sobre a atuação dos diferentes sujeitos envolvidos com a produção de políticas de saúde.
PALAVRAS CHAVE: Participação política; Gestão em saúde; Saúde pública.
( 18 páginas 30 ref. 0 f.) Physis: Rev. Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. F37 . 22 . 2 - 6 2012 - 1 J Rev. Liter

O PAPEL NECESSÁRIO DA AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR NA REGULAÇÃO DAS RELAÇÕES ENTRE OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE E PRESTADORES DE SERVIÇOS
GERSCHMAN, S. et al.
Este artigo trata do papel regulatório que caberia à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) desempenhar, a partir do resultado de um conjunto de pesquisas e estudos sobre as práticas de microrregulação exercidas pelas operadoras de planos de saúde sobre os prestadores hospitalares privados.
PALAVRAS CHAVE: Operadoras de planos de saúde; Prestadores hospitalares; Agência Nacional de Saúde; Regulação.
( 14 páginas 17 ref. 0 f.) Physis: Rev. Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. F37 . 22 . 2 - 6 2012 - 3 F Rev. Liter

SAÚDE BUCAL EM CASA
NAVARRO, V.
O atendimento odontológico domiciliar, antes oferecido aos idosos com dificuldades de locomoção e aos pacientes com necessidades especiais, ganha espaço no mercado para levar saúde e bem-estar para todas as pessoas que não podem comparecer ao consultório.
( 3 páginas 0 ref. 2 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 17 - 6 2012 - 3 B Rev. Liter

SOLIDARIEDADE E CIDADANIA
DALBONE, A. F. et al.
Criado em 1999, o OdontoSESC vem de encontro às necessidades de saúde bucal da população brasileira. Desenvolvido pelo Serviço Social do Comércio – SESC e espalhado por todos os estados, o projeto visa atender à clientela de baixa renda.
( 3 páginas 0 ref. 2 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 17 - 6 2012 - 5 B Rev. Liter

QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE BUCAL
DIAS, C. C. et al.
O que pensamos quando ouvimos falar de qualidade de vida, assunto tão em evidência nos dias de hoje? Saúde? Trabalho? Amizade? Amor? Segurança financeira? O tema qualidade de vida ligada à saúde oral foi tema de minha monografia do curso de especialização em Odontogeriatria. Minha opinião sobre o assunto mudou bastante, desde então.
( 2 páginas 0 ref. 1 f.) Odonto Magazine - Ano: 2012
Cod. F02 . 2 . 17 - 6 2012 - 6 X Rev. Liter

O PROJETO HORTAS COMUNITÁRIAS NO MUNICÍPIO DE MARINGÁ
PALÁCIOS, A. R. P. et al.
O município de Maringá (PR) realiza várias ações voltadas à promoção da saúde, entre as quais o Projeto Hortas Comunitárias, ação conjunta que, por meio do plantio e venda de hortaliças, torna possível fornecer alimentos de qualidade, promovendo o acesso e disponibilidade destes, de forma solidária, como instrumento de garantia da segurança alimentar, propiciando igualmente a oportunidade de trabalho e geração de renda.
PALAVRAS CHAVE: Horticultura urbana; Segurança Alimentar e Nutricional; Ação Intersetorial.
( 9 páginas 10 ref. 0 f.) Divulgação em Saúde para Debate - Ano: 2012
Cod. D60 . 48 . 48 - 6 2012 - 1 E Rev. Liter

PLANEJAMENTO E GESTÃO DA SAÚDE EM DIADEMA: COMO SUPERAR O PLANEJAMENTO NORMATIVO E CONSTRUIR ESTRATÉGIAS DE MUDANÇAS NO COLETIVO?
PIMENTA, A. L. et al.
Este artigo relata a experiência de planejamento e gestão da Rede de Atenção à Saúde de Diadema pelos gestores da Secretaria Municipal de Saúde entre 2009 e 2011. Para tal, foram referências as normas do Sistema Único de Saúde e o processo coletivo de elaboração do Plano Municipal de Saúde de Diadema – 2009 a 2012, dos Relatórios Anuais de Gestão de 2009, 2010 e 2011, e as Programações Anuais de Saúde de 2010 e 2011; abordou-se ainda o processo de discussão e deliberação desses documentos pelo Conselho Municipal de Saúde.
PALAVRAS CHAVE: Planejamento em Saúde; Gestão em Saúde; Sistema Único de Saúde.
( 11 páginas 14 ref. 0 f.) Divulgação em Saúde para Debate - Ano: 2012
Cod. D60 . 48 . 48 - 6 2012 - 2 F Rev. Liter

PROCESSO ORGANIZATIVO DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE BORBA (AM): A OUSADIA DE FAZER A ATENÇÃO BÁSICA ACONTECER NO INTERIOR DO AMAZONAS
KITAJIMA, A. et al.
O estudo teve por objetivo discutir o processo organizativo em saúde no município de Borba (AM), no período de 2005 até o presente momento – em principal, a Atenção Primária em Saúde, os processos de trabalho, os avanços e desafios enfrentados num município de pequeno porte da região amazônica diante do desenvolvimento das políticas públicas em saúde.
PALAVRAS CHAVE: Atenção Primária à Saúde; Gestão em Saúde; Sistema Único de Saúde; Amazonas.
( 9 páginas 8 ref. 0 f.) Divulgação em Saúde para Debate - Ano: 2012
Cod. D60 . 48 . 48 - 6 2012 - 3 E Rev. Liter

CONSTRUINDO A POLÍTICA PÚBLICA DE SAÚDE EM BELO HORIZONTE: O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NO MUNICÍPIO
TEIXEIRA, M. G. et al.
O presente artigo procurou descrever as especificidades dessa construção do Sistema Único de Saúde no espaço urbano do município, com destaque para a presente organização e gestão dos serviços de saúde, o planejamento e as proposições para os desafios atuais.
PALAVRAS CHAVE: Sistema Único de Saúde; Rede de Atenção à Saúde, Atenção Primária à Saúde; Planejamento Estratégico.
( 7 páginas 14 ref. 0 f.) Divulgação em Saúde para Debate - Ano: 2012
Cod. D60 . 48 . 48 - 6 2012 - 6 D Rev. Liter

DIREITOS E DEVERES DOS USUÁRIOS DA SAÚDE - PORTARIA N. 1.820, DE 13 DE AGOSTO DE 2009 - DISPÕE SOBRE OS DIREITOS E DEVERES DOS USUÁRIOS DA SAÚDE
TEMPORÃO, J. G.
O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições previstas no inciso II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e Considerando os arts. 6º e 196 da Constituição Federal; ...
( 8 páginas 0 ref. 0 f.) O Mundo da Saúde - Ano: 2012
Cod. E49 . 36 . 2 - 6 2012 - 1 D Rev. Liter

PROGESUS: UMA PROPOSTA PARA MUDAR A REALIDADE DA GESTÃO DO TRABALHO
MACHADO, M. H. et al.
Pretende-se recuperar e analisar a gestão do trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS) à luz da implantação do Programa de Qualificação e Estruturação da Gestão do Trabalho no SUS (ProgeSUS). Programa implantado com a criação da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), em 2003, início do Governo Lula.
PALAVRAS CHAVE: Gestão do trabalho em saúde; Gestão; Políticas de gestão do trabalho.
( 13 páginas 5 ref. 8 f.) Divulgação em Saúde para Debate - Ano: 2012
Cod. D60 . 47 . 47 - 5 2012 - 1 F Rev. Liter

A GESTÃO DO TRABALHO E O CONTEXTO DA FLEXIBILIZAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
KOSTER, I. et al.
A precarização do trabalho é discutida entre as três esferas de governo, e políticas foram desenvolvidas para a busca de soluções. O objetivo deste estudo foi analisar como as políticas de Gestão do Trabalho no SUS têm enfrentado essa situação, adotando como método a análise documental das produções do CONASS e CONASEMS à luz da agenda do Ministério da Saúde.
PALAVRAS CHAVE: Políticas de gestão do trabalho em saúde; Flexibilização do trabalho; Precarização do trabalho; Modelos de gestão em saúde; Sistema Único de Saúde.
( 12 páginas 21 ref. 2 f.) Divulgação em Saúde para Debate - Ano: 2012
Cod. D60 . 47 . 47 - 5 2012 - 2 F Rev. Liter

PERFIL DAS EQUIPES GESTORAS DE RH QUALIFICADAS NO PROGESUS
MACHADO, M. H. et al.
Este artigo traça de forma preliminar o perfil das equipes gestoras de RH que foram qualificadas no ProgeSUS, no período entre 2006 e 2011. Busca conhecer o perfil dos profissionais e entender a especificidade de cada modalidade de formação e clientela: Mestrado Profissional em Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde; Curso de Especialização em Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde; Curso de Atualização em Informação e Informática em Gestão do Trabalho no SUS; Curso de Atualização em Legislação do Trabalho no SUS e Atualização em Legislação Educacional no SUS.
PALAVRAS CHAVE: Perfil equipe gestora de RH; ProgeSUS; Gestão do Trabalho.
( 25 páginas 0 ref. 38 f.) Divulgação em Saúde para Debate - Ano: 2012
Cod. D60 . 47 . 47 - 5 2012 - 6 K Rev. Liter

OBSERVATÓRIOS DE RECURSOS HUMANOS EM SAÚDE NO BRASIL: ORIGENS E PERSPECTIVAS
SANTOS NETO, P. M. et al.
A Rede Observatório de Recursos Humanos em Saúde (ROREHS) tem, no Brasil, um de seus casos mais exemplares. Voltada para a análise da realidade dos recursos humanos atuantes na área, propõe-se a aprofundar – a partir de pesquisas e discussões de tecnologias e de políticas para o setor saúde que auxiliem gestores, trabalhadores e usuários no enfrentamento permanente de um dos maiores desafios do SUS – e encontrar soluções para as crises de oferta, qualificação e adesão dos seus trabalhadores. Propõe-se, aqui, uma primeira aproximação ao tema.
PALAVRAS CHAVE: Política de saúde; Recursos humanos em saúde; Rede Observatório de Recursos Humanos em Saúde.
( 7 páginas 12 ref. 0 f.) Divulgação em Saúde para Debate - Ano: 2012
Cod. D60 . 47 . 47 - 5 2012 - 7 D Rev. Liter

SAÚDE BUCAL NAS ESCOLAS: RELATO DE EXPERIÊNCIA
SANTOS, K. T. et al.
A necessidade de aproximação entre acadêmicos e a realidade vivenciada pela comunidade, bem como a de educar buscando a transformação social, desde uma tenra idade, levaram ao desenvolvimento do Projeto de Extensão de Educação em Saúde Bucal, realizado nas Escolas Municipais de Educação Infantil de Araçatuba. A proposta do artigo é descrever o projeto, enfatizando os aspectos educativos, a fim de compartilhar essa experiência e refletir sobre a prática.
PALAVRAS CHAVE: Programas educativos; Saúde bucal; Educação em saúde.
( 9 páginas 29 ref. 0 f.) Revista Ciência em Extensão - Ano: 2012
Cod. A23 . 8 . 1 - 4 2012 - 1 E Rev. Liter

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE SISTEMAS DE SAÚDE: UM MODELO DE ANÁLISE
VIACAVA, F. et al.
Este artigo apresenta uma revisão da Matriz de Dimensões da Avaliação do Sistema de Saúde no Brasil desenvolvida em 2003, e uma atualização conceitual de parte das subdimensões de avaliação do desempenho dos serviços de saúde: efetividade, acesso, eficiência e adequação.
PALAVRAS CHAVE: Desempenho do sistema de saúde; Eficiência; Efetividade; Acesso; Adequação.
( 14 páginas 32 ref. 2 f.) Ciência & Saúde Coletiva - Ano: 2012
Cod. C62 . 17 . 4 - 4 2012 - 1 F Rev. Liter


Site desenvolvido por: imira.com.br