®
 
PERIODONTIA / Placa Dental / Escovação / Dentifrício
ÍNDICE
BUSCA POR PALAVRA CHAVE
SOLICITE O ARTIGO
Número de artigos encontrados >>>
795- de 1996 a 2001
PÁGINA 1 DE 20
..Artigos anteriores a 1996 - 170 

287- de 2002 a 2004

ir para a página
Ver código de cores
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
Você está pesquisando os artigos publicados de 1996 a 2001

 

CICLOSPORINA: CRESCIMENTO GENGIVAL COMO EFEITO COLATERAL
NAGEM,H.F. et al
A Ciclosporina (CsA) é uma substância imunossupressora usada para prevenir a rejeição dos transplantes de rim, coração e fígado. Apesar de ser uma droga de primeira escolha na linha terapêutica, vários efeitos colaterais têm sido atribuídos ao seu uso, entre eles, a hiperplasia gengival. Em razão do grande interesse ao assunto, principalmente nos estudos da periodontia na atualidade, realizamos este estudo no sentido de analisar a literatura especializada e averiguar a tendência dos pesquisadores ao imprimirem suas opiniões sobre as alterações gengivais durante o tratamento de pacientes submetidos a CsA.
(55p. 74ref. 0f.) Ciclosporina
Cód.A.09 esp-1.1 - 0100 - 1 F-9976


HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA: ETIOLOGIA E MECANISMO DE AÇÃO
BRAMANTE, A. S. & VALE, I. S.
A hipersensibilidade dentinária é a sensibilidade exagerada da dentina quando exposta ao meio bucal, tornando-se permeável à ação de estímulos agressivos, basicamente pela exposição dos túbulos dentinários, via de acesso ao tecido vásculo-nervoso-pulpar.
(4p. 18ref. ) Rev. FOB
Cod. C09.4.1/2 - 0696 - 12 B-9977

MONOBLOCO - AVALIAÇÃO DE UMA ESCOVA DENTAL DESTINADA A PROGRAMA DE SAÚDE COLETIVA
TOMITA, N. E. et al.
Avaliação clínica da escova Monobloco - FURP como instrumento preventivo de alcance coletivo, devido ao custo reduzido proporcionado por seu inovador processo de produção.
(8p. 29ref. 8f.) Rev. FOB
Cod. C09.4.1/2 - 0696 - 13 D-9978

A UTILIZAÇÃO E ANTIBIÓTICOS NO TRATAMENTO DA DOENÇA PERIODONTAL
SALLUM, A. W. et al.
Este trabalho revê as principais aplicações de fármacos no tratamento da doença periodontal.
(4p. 28ref. ) Rev. Bras. Odont.
Cod. A02.53.1 - 0296 - 4 B-9979

ALTERAÇÕES OCORRIDAS NO PERIODONTO NORMAL FRENTE ÀS FORÇAS OCLUSAIS
CORDEIRO, C. C.
O propósito deste trabalho é estabelecer a relação entre a transmissão de forças oclusais - axiais ou não - sobre o elemento dental e alterações ocorridas no periodonto normal em resposta a essas forças.
(3p. 20ref. ) Rev. Bras. Odont.
Cod. A02.53.2 - 0496 - 11 B-9980

A IMPORTÂNCIA DOS FUNDAMENTOS DA TERAPÊUTICA BÁSICA NO ENSINO DA PERIODONTIA
GOPP, A. B. et al.
Foi feito um trabalho com os alunos do último ano dos cursos de graduação das Faculdades de Odontologia do Estado do Rio de Janeiro e com profissionais graduados por estas escolas nos últimos cinco anos, através da elaboração de um questionário.
(6p. 37ref. 6f.) Rev. Bras. Odont.
Cod. A02.53.3 - 0696 - 12 C-9981

OSSOLIOFILIZADO - CRITÉRIOS PARA ESCOLHA COM SEGURANÇA
BARBOZA, E. P. & LIMA, J. H. C.
No presente trabalho os autores comentam a necessidade de utilizar enxerto de osso alógeno de bancos de tecidos credenciados na Associação Americana de Bancos e Tecidos, como mais um adjunto na biossegurança.
(2p. 11ref. ) IBI: Rev. Bras. Implant.
Cod. B23.2.1 - 0296 - 3 A-9982

RESPOSTA DO HOSPEDEIRO EM ALGUMAS FORMAS DE DOENÇA PERIODONTAL. ESTUDO ATUAL DA QUESTÃO
TRAMONTINA, R. G. & MICHELI, G.
O conhecimento atual sobre a resposta do hospedeiro em algumas formas de doenças periodontal foi revisado, com o objetivo de se examinarem possíveis marcadores de doenças e de se encontrar embasamento científico para o uso de drogas capazes de modular a resposta do hospedeiro, como coadjuvante no tratamento periodontal.
(10p. 120ref. ) Rev. Pós-Graduação Fac. Odont. USP
Cod. C14.3.1 - 0296 - 6 E-9983

MEMBRANAS COLÁGENAS NO TRATAMENTO DE DEFEITOS PERIODONTAIS PELA TÉCNICA DA REGENERAÇÃO TECIDUAL GUIADA
FERNANDES, V. M. S. R. et al.
Os autores revisaram a literatura odontológica recente no que diz respeito aos vários tipos de membranas colágenas, usadas no tratamento de defeitos periodontais pela técnica da Regeneração Tecidual Guiada.
(7p. 28ref. 2f.) Rev. Cent. Est. Fac. Odont. UERJ
Cod. C22.2.1 - 0696 - 4 D-9984

MANUTENÇÃO DO PACIENTE TRATADO PERIODONTALMENTE
MAGALHÃES, D. & GOMES, C. G.
Buscou-se no presente trabalho realizar uma avaliação bibliográfica, de modo a identificar os aspectos relacionados à manutenção de pacientes tratados periodontalmente.
(3p. 14ref. ) Rev. CROMG
Cod. D15.2.1 - 0696 - 3 B-9985

CONTROLE QUÍMICO DA PLACA BACTERIANA: UM COADJUVANTE NA PREVENÇÃO DA DOENÇA CÁRIE DENTAL
OLIVEIRA, W. J.
O autor faz uma pesquisa bibliográfica para então justificar o emprego da solução de Gluconato de Clorexidina a 0,12% no combate à Doença Cárie Dental, comparando com outros agentes antibacterianos, questionando seus efeitos colaterais, comparativamente aos benefícios proporcionados, aplicando como terapêutica em pacientes com "alto risco" da doença Cárie Dental.
(6p. 26ref. ) Rev. CROMG
Cod. D15.2.1 - 0696 - 6 C-9986

GENGIVITE E PERIODONTITE ASSOCIADA A INFECÇÃO PELO VÍRUS DA IMUNO DEFICIÊNCIA HUMANA (HIV). DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO
SALLUM, A. W. et al.
O objetivo desta revisão é o relato das características clínicas destas entidades, para tornar possível seu diagnóstico e consequentemente o adequado tratamento.
(4p. 27ref. ) Periodontia Rev.
Cod. D19.5.3 - 0696 - 3 B-9987

MECANISMO DE AÇÃO DA CLOREXIDINA
VINHOLIS, A. H. C. et al.
O objetivo deste estudo é fazer uma revisão mais atual a respeito da composição da clorexidina.
(3p. 31ref. ) Periodontia Rev.
Cod. D19.5.3 - 0696 - 4 B-9988

AVALIAÇÃO QUANTITATIVA DE NEUTRÓFILOS NA DOENÇA PERIODONTAL INFLAMATÓRIA CRÔNICA
MARIGO, H. A. et al.
Neste trabalho avaliamos quantitativamente os neutrófilos na periodontite de início precoce (PIP), periodontite do adulto (PA) e gengivite.
(3p. 25ref. 2f.) Periodontia Rev.
Cod. D19.5.3 - 0696 - 5 B-9989

P.S.R. - REGISTRO PERIODONTAL SIMPLIFICADO
JAHN, R. S. et al.
Para avaliarmos a necessidade de tratamento periodontal foi desenvolvido um método de registro que é confiável, simples e rápido e que permite ao cirurgião-dentista avaliar o grau de saúde periodontal do paciente na clínica geral. O PSR é um rápido e efetivo meio de examinar pacientes com doença periodontal e reunir as informações necessárias com um mínimo de documentação.
(5p. 13ref. 7f.) Rev. Odont. Univ. Santo Amaro
Cod. E09.1.1 - 0696 - 3 C-9990

COMPÔMEROS: A NOVA GERAÇÃO DE MATERIAL ESTÉTICO
SIMONETTI, E. L.
Basicamente, vidro de fluorsilicato de alumínio e ácido de policarboxílico retratam o ionômero de vidro. Uma reação ácido-base forma complexos metálicos e enrijece a estrutura.
(1p. 2ref. 5f.) Arq. Dent. Gaúcho
Cod. E23.3.2 - 0596 - 3 A-9991

ANÁLISE CLÍNICA DAS ÁREAS DOADORAS DE ENXERTO GENGIVAL LIVRE
BOSCO, A. F. et al.
Avaliou-se, clínica e comparativamente, em humanos, a influência do cimento cirúrgico, dos feltros de microcolágeno ou do enxerto autógeno de gengiva no processo de cicatrização clínica de 30 áreas doadoras de enxerto gengival livre. A cicatrização clínica foi avaliada nos períodos de 7, 14 e 28 dias.
(7p. 30ref. 21f.) Rev. Ass. Paul. Cirurg. Dent.
Cod. A01.50.6 - 1296 - 7 D-9992

DOENÇAS PERIODONTAIS NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA
PEREIRA, C. R. S. et al.
As doenças periodontais acometem indistintamente crianças e adolescentes, porém poucas pesquisas têm examinado a condição periodontal principalmente de dentição decídua. Profissionais que lidam com esta faixa etária devem realizar exame periodontal rotineiro no intuito de interceptar a doença logo no seu início. O objetivo do presente estudo e, portanto, fornecer uma revisão sobre o tema, ressaltando os fatores que predispõem ao aparecimento da doença periodontal na infância e adolescência, suas principais manifestações e discorrer sobre algumas condutas terapêuticas descritas na literatura.
(9p. 26ref. ) Arch. Cent. Est. Curso Odont. UFMG
Cod. C04.32.2 - 1296 - 2 E-9993

EFEITOS GENÉTICOS E HEREDITÁRIOS NAS DOENÇAS PERIODONTAIS
OLIVEIRA, A. M. et al.
As doenças periodontais representam um grupo de doenças que manifestam características clínicas similares e possivelmente diferem na etiologia e comportamento biológico. São essencialmente infecções na origem e, seus efeitos são dependentes das interações entre as alterações nos fatores do agente (placa bacteriana e seus produtos) e nas respostas do hospedeiro.
(8p. 28ref. ) Arch. Cent. Est. Curso Odont. UFMG
Cod. C04.32.2 - 1296 - 5 D-9994

COMPORTAMENTO DO HOSPEDEIRO E AS DOENÇAS PERIODONTAIS
BRETZ, W. A.
O propósito desta revisão é descrever conceitos relacionados ao comportamento do hospedeiro, em nível sistêmico e local, e as doenças periodontais. Assim, os conceitos descritos neste trabalho de revisão são fundamentados em investigações clínicas e laboratoriais.
(6p. 25ref. 11f.) Rev. Ass. Paul. Cirurg. Dent.
Cod. A01.50.5 - 1096 - 5 C-9995

MATRIZ EXTRACELULAR HOMEOSTASIA E REGENERAÇÃO PERIODONTAL
ZENÓBIO, E. G. et al.
Neste trabalho os autores procuram esclarecer a formação da matriz extracelular insolúvel constituinte dos tecidos periodontais e relacionar o papel das principais citocinas integradas a esta matriz, nos processos de homeostasia e regeneração.
(4p. 21ref. 2f.) Rev. ABO Nacional
Cod. A06.4.4 - 0996 - 8 B-9996

DOENÇA PERIODONTAL: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O ENTENDIMENTO DE SUA TRANSMISSIBILIDADE
ARAÚJO, T. N. D. & LIMA, K. C.
Tendo em vista o caráter infeccioso da doença periodontal, esse trabalho foi realizado, a partir de uma revisão da literatura, com o objetivo de investigar a possível transmissibilidade desta doença, propondo medidas que impossibilitem ou retardem a aquisição e a propagação dos microorganismos periodontopatogênicos.
(7p. 51ref. ) Rev. Clín. Odont.
Cod. D04.2.3 - 1296 - 2 D-9997

TRATAMENTO DE ENVOLVIMENTO DE FURCA GRAU II EM MOLARES MANDIBULARES EM HUMANOS PELA TÉCNICA DE REGENERAÇÃO TECIDUAL GUIADA. PARÂMETROS CLÍNICOS PREVISÍVEIS
KEIL, H. R. O. & GREIN, R. L.
Os resultados clínicos obtidos por diferentes autores têm indicado que apesar de diferentes graus de regeneração periodontal, resultante da utilização da técnica de regeneração tecidual guiada, esta é a que apresenta o melhor possibilidade de sucesso no tratamento do envolvimento de furca grau II em molares mandibulares em humanos.
(6p. 46ref. 7f.) Odont. Moderno
Cod. A04.23.5 - 1296 - 5 C-9998

O RECONHECIMENTO DA DOENÇA PERIODONTAL NA CLÍNICA GERAL
MENDES, M. M. S. G. et al.
Neste trabalho, os autores discutem a importância do diagnóstico precoce e descrevem este sistema, que vem se mostrando um método prático na determinação da doença periodontal.
(4p. 13ref. 3f.) Odont. Clín. / APCD Araraquara
Cod. B04.6.2 - 1296 - 3 B-9999

AUMENTO GENGIVAL POR DETERMINADAS DROGAS (CICLOSPORINA, NIFEDIPINA, NITRENDIPINA, OXODIPINA, DILTIAZEM E VERAPAMIL)
ZACCARO, M. R. V. et al.
Foram abordados os aspectos histopatológicos, clínicos e as incidências observadas dos aumentos gengivais, bem como as formas de tratamento utilizados contra esses efeitos indesejáveis causados por tais substâncias.
(5p. 19ref. ) Rev. Cent. Est. Fac. Odont. UERJ
Cod. C22.2.2 - 1296 - 1 C-10.000

ENXERTO ÓSSEO DESCALCIFICADO CONGELADO-SECO NO TRATAMENTO DE DEFEITOS INTRA-ÓSSEOS PERIODONTAIS
MOREIRA, J. C. R. & MACHADO, W. A. S.
O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão da literatura sobre o uso de enxerto ósseo descalcificado congelado-seco (EODCS), em defeitos intra-ósseos periodontais.
(7p. 17ref. ) Rev. Cent. Est. Fac. Odont. UERJ
Cod. C22.2.2 - 1296 - 4 D-10.001

EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS PERIODONTAIS: PERFIL MUNDIAL
ZENÓBIO, E. G. et al.
A doença periodontal constitui um problema de saúde mundial que atinge grande parte da população. Até há pouco tempo existiam grandes dificuldades na escolha de um índice para tornar possível comparações de pesquisas epidemiológicas. O CPITN foi um índice desenvolvido pela OMS com a finalidade de padronizar os estudos na área da epidemiologia da doença periodontal, permitindo assim comparações entre vários estudos.
(4p. 20ref. ) Rev. CROMG
Cod. D15.2.2 - 1296 - 5 B-10.002

PROCEDIMENTOS DE MOTIVAÇÃO E HIGIENE BUCAL EM PACIENTES SOB TRATAMENTO ORTODÔNTICO OBJETIVANDO A SAÚDE PERIODONTAL
LASCALA, C. E. et al.
Revisando a literatura, nota-se que as opiniões dos autores convergem no sentido de que a colocação de acessórios para tratamentos ortodônticos na cavidade bucal são fatores que podem influenciar as características físicas, químicas e biológicas do meio bucal e da placa bacteriana propriamente dita, favorecendo o desenvolvimento de cáries e doenças periodontais.
(4p. 34ref. ) Periodontia Rev.
Cod. D19.5.4 - 1296 - 2 B-10.003

TESTE BANA - ANÁLISE DA LITERATURA. UTILIZAÇÃO NA CLÍNICA DE PERIODONTIA
GRISI, M. F. M. et al.
O objetivo deste trabalho é fazer uma análise da literatura, dos trabalhos que utilizaram o teste enzimático de BANA.
(7p. 52ref. ) Periodontia Rev.
Cod. D19.5.4 - 1296 - 7 D-10.004

DOENÇA PERIODONTAL E CONDIÇÕES SISTÊMICAS: UMA RELAÇÃO DE RISCO
VIEIRA, M. L. S. O.
Estudos apontam relação direta entre a má higiene bucal e várias doenças que podem até levar a morte. A Medicina Periodontal e a união entre os conhecimentos médicos e odontológicos no tratamento global dos pacientes.
(2p. 12ref. ) Rev. AORP
Cod. B13.1.1 - 0301 - 1 A-10.005

AÇÃO DA CLOREXIDINA NO CONTROLE DA PLACA BACTERIANA PERI-IMPLANTAR
GRAÇA, N. J. F. & OLIVEIRA, S. S. I.
Este estudo faz uma revisão da literatura com o objetivo de analisar os aspectos clínicos da placa bacteriana observada ao redor dos implantes dentários frente à utilização da clorexidina.
(2p. 21ref. ) IBI: Rev. Bras. Implant.
Cod. B23.7.1 - 0301 - 1 A-10.006

TRATAMENTO ORTODÔNTICO EM PACIENTES COMPROMETIDOS PERIODONTALMENTE
FRANÇA, F. A.
Muitas vezes, nos deparamos com tecido gengival com aspecto que, ao que tudo indica, apresenta saúde periodontal invejável. A partir daí, e por um descuido na avaliação de radiografias panorâmicas e periapicais, e principalmente devido à ausência de uma avaliação periodontal através de uma criteriosa sondagem, uma correção ortodôntica que nos parecida rotineira pode ser destruída ou muito dificultada.
(3p. 7ref. ) Rev. ABO Juiz de Fora
Cod. B26.9.15 - 0301 - 5 B-10.007

A IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL NO CONTROLE DA DOENÇA PERIODONTAL
CHAMBRONE, L. & CHAMBRONE, L. A.
Com o objetivo de avaliar o nível de conhecimento de uma amostra de 180 pacientes, os quais recorreram a disciplina de periodontia da Umesp, quanto à higienização bucal foi aplicado um questionário com três quesitos referentes a higienização bucal.
(5p. 40ref. 2f.) Odonto
Cod. D06.9.19 - 0601 - 9 C-10.008

INFLUÊNCIA DA INTERLEUCINA - 1B E DE SUAS VARIAÇÕES GENÉTICAS NA PERIODONTITE E PERI-IMPLANTITE
BEZERRA, F. J. B. et al.
Este artigo tem o objetivo de realizar um revisão de literatura, abordando o papel da IL-1 na periodontite e na peri-implantite, além de estabelecer a relação de variações genéticas associadas à produção desta citoncina com a severidade da doença periodontal e com a perda de implantes osseointegráveis.
(5p. 38ref. ) BCI: Rev. Bras. Cirurg. Implant.
Cod. D10.8.29 - 0301 - 8 C-10.009

FIBROMATOSE GENGIVAL HEREDITÁRIA: IDENTIFICAÇÃO, TRATAMENTO E CONTROLE
PALMA, V. C. et al.
Este artigo descreve a ocorrência da FGH em quatro membros de uma mesma família. A etiologia, aspectos clínicos, radiográficos e histológicos serão discutidos. Aetiologia, aspectos clínicos, radiográficos e histológicos serão discutidos.
(5p. 33ref. 11f.) BCI: Rev. Bras. Cirurg. Implant.
Cod. D10.8.29 - 0301 - 11 C-10.010

HIPERSENSIBILIDADE DENTINÁRIA - PERSPECTIVAS ATUAIS DE TRATAMENTO
TEREZAN, M. L. F. & OTERO, A.
É freqüente o paciente procurar o profissional relatando dor ao ingerir alimentos frios ou ao escovar os dentes, acreditando que esse desconforto tenha origem em um processo carioso. Ao exame clínico, é verificado que a origem do problema está na região cervical que apresenta dentina exposta. Essa situação de desconforto com sintoma doloroso é conhecida como hipersensibilidade dentinária. No presente trabalho, fizemos uma abordagem atualizada das diferentes formas de tratamento.
(5p. 21ref. ) Rev. Bras. Odont.
Cod. A02.58.2 - 0401 - 2 C-10.011

ANÁLISE CRÍTICA DA CORRELAÇÃO DOS ASPECTOS CLÍNICOS E RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES DE FURCA
BULGARELLI, A. F. et al.
O diagnóstico da lesão de turca deve ser cercado de fatores que venham identificar e caracterizar a mesma. Constantemente o cirurgião-dentista depara-se com situações divergentes quanto ao prognóstico de um dente multirradicular com envolvimento de furca, portanto o objetivo do presente estudo é mostrar a importância e necessidade da associação de informações clínicas e radiográficas para se obter um adequado diagnóstico, bem como a identificação conclusiva de uma lesão de furca.
(3p. 16ref. 3f.) Rev. Paul. Odont.
Cod. A03.23.1 - 0201 - 4 B-10.012

O USO DOS ANTIBIÓTICOS EM PERIODONTIA
ARAUJO, M. S. R. et al.
Este trabalho propõe uma revisão da literatura sobre a terapêutica antimicrobiana em Periodontia, abordando aspectos sobre a etiologia da doença e as drogas mais utilizadas, considerando o metronídazol e o ciprofloxacin como antibióticos, embora sejam de origem sintética.
(6p. 47ref. 1f.) Rev. Paul. Odont.
Cod. A03.23.1 - 0201 - 7 C-10.013

IMPLICAÇÕES DA ANATOMIA RADICULAR DOS MOLARES NA TERAPÊUTICA PERIODONTAL
CONDE, M. et al.
Os autores especificam as alterações anatômicas radiculares dos molares, que devem ser levadas em consideração, durante o exame e tratamento periodontal.
(3p. 41ref. ) Rev. Gaúcha Odont.
Cod. A05.49.1 - 0301 - 10 B-10.014

LESÃO DE FURCA
JABER, K.
Sabemos que a doença periodontal é uma doença inflamatória infecciosa associada à presença da placa bacteriana na superfície do dente. Muitos estudos demonstraram que diferentes modalidades terapêuticas foram testadas tanto em animais quanto em ensaios clínicos.
(9p. 20ref. 36f.) JBC: J. Bras. Clín. Odont. Integrada
Cod. B37.5.27 - 0601 - 1 E-10.015

TOPO -- PRÓXIMA PÁGINA